O uso de forro de gesso esta cada vez mais popular em construções e reformas no Brasil. Isso se deve à praticidade e aos benefícios desse recurso, que pode facilitar instalações elétricas, colocação de luzes, proteção térmica e acústica. Além disso, sua colocação é bastante simples e fornece um acabamento muito bonito ao ambiente.

No entanto, existem dois tipos de forros de gesso muito utilizados em projetos de casas e na hora de construir ou reformar. Por isso, em alguns momentos pode surgir aquela dúvida: qual o melhor tipo para a minha casa ou apartamento? Na verdade, cada tipo de forro se adéqua a um contexto específico, de maneira que você precisa fazer uma avaliação para saber qual deles trará mais vantagens no seu caso em particular.

Veja a seguir as características do forro em placas e do forro de drywall, compare os benefícios de cada um e faça a escolha certa na sua obra.

 

Forro em placas

 

Esse tipo é o mais conhecido e, normalmente, é bem mais barato que o forro de gesso acartonado. Ele é feito com placas de gesso encaixadas, de forma que precisa ser instalado por profissionais realmente qualificados para que se obtenha um alinhamento perfeito.

Contudo, o que algumas pessoas não gostam neste tipo de forro é que ele demanda mais trabalho na colocação e faz bastante sujeira até ficar pronto. Ele também é um pouco mais pesado que o forro de drywall, pois a dimensão das placas é menor, precisando de mais arames para sua sustentação. Por outro lado, pelo custo/benefício do material, o forro em placas é uma ótima opção para ser colocado em ambientes não tão grandes, onde o risco de dilatação é menor e onde ele não ficará tão pesado.

 

Forro de drywall

 

 

Este tipo de forro é mais moderno e também mais tecnológico que o anterior. Ele é feito com grandes placas de gesso revestidas por papel acartonado, que são parafusadas em uma estrutura metálica. Como possui espessura fina, o forro de drywall permite que você ganhe mais área útil, além de que pode ser utilizado em ambientes de qualquer dimensão.

A colocação do forro se dá de maneira mais fácil, rápida e sem gerar sujeira e resíduos como o forro em placas. Suas características de instalação permitem um excelente acabamento, sendo que o material também é muito versátil para a elaboração de projetos estéticos. Outra vantagem é que, com o tempo, este forro não costuma trincar ou ficar amarelado como o gesso tradicional.

Sendo mais tecnológico, esta opção também oportuniza melhores instalações elétricas e hidráulicas, bem como possibilita maior isolamento acústico e o melhor controle da temperatura interna do ambiente. Em compensação, por todos estes benefícios e por ser mais atualizado, o forro de drywall costuma ser bem mais caro. No entanto, seu uso tem aumentado progressivamente no Brasil, de modo que a tendência é os preços baixarem pouco a pouco, em função da concorrência gerada.

Ambos os forros de gesso são muito úteis e agregam um valor estético considerável a sua obra. Porém, se seu espaço não é tão grande e você prioriza o custo, valerá mais a pena investir no forro em placas. Agora, se você tem um espaço grande e prioriza facilidade de instalação e maior funcionalidade, o forro de drywall será uma excelente escolha, ainda que mais caro.

E, então, qual o melhor forro de gesso para sua obra? Compartilhe suas ideias e opiniões conosco!